IDENTIDADE E ESTÁGIO JURÍDICO SUPERVISIONADO: a escolha da profissão a ser seguida

Rilker Dutra de Oliveira, Aires David de Lima

Resumo


Em todos os Cursos de Direito dispostos nas Instituições de Ensino Superior será exigido do graduando a sua submissão ao estágio, oportunidade em que o acadêmico se depara com a parte prática da futura profissão. O Curso de Direito proporciona ao seu discente a análise sobre várias áreas para buscar se estabelecer, profissionalmente, no futuro. O presente artigo tem por finalidade demonstrar a relevância da Disciplina de Estágio Supervisionado, conforme consagrada pela Resolução CNE-MEC n.º 09/2004 (Conselho Nacional da Educação – Ministério da Educação), especialmente no que concerne a identidade profissional do acadêmico, que no último ano da graduação estará em contato direto com as diversas carreiras jurídicas proporcionadas pela formação em Direito. Tem por objetivo, ainda, apresentar ao aluno, por meio da prática, a necessidade de desenvolver um trabalho profissional estimulante, onde a técnica e filosofia humanista estejam entrelaçadas. Justifica-se a elaboração do artigo a partir da carência de obras acerca do assunto, da relevância pedagógica que lhe é própria e da importância que o Estágio Supervisionado pode proporcionar ao graduando ao adequá-lo à profissão a ser exercida, quando da sua formação, tendo em vista as inúmeras possibilidades oferecidas pelo Curso de Direito. O método a ser utilizado será o dedutivo. A fundamentação metodológica será a partir de obras bibliográficas, virtuais e periódicos de cunho científico.


Palavras-chave


Curso de Direito; Estágio Supervisionado; Identidade profissional.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN ELETRÔNICO: 2175-8719