A QUESTÃO DO GÊNERO EM O CASAMENTO DA MINHA MÃE, DE ALICE VIEIRA

Jucimar Lopes

Resumo


O objetivo deste trabalho será propor uma reflexão acerca da construção da identidade feminina no romance infanto-juvenil O casamento de minha mãe (2005), de Alice Vieira. A discussão e o debate acerca de temas relacionados ao gênero têm sido constantes na realidade contemporânea. Refletindo sobre questões ligadas ao gênero feminino, determinado por princípios patriarcais, percebe-se a formação de inúmeros valores que norteiam o padrão estético e formas de propagação de modelos comportamentais. Nos contos de fadas, por exemplo, a função educativa leva os leitores a perceberem um modelo ideal feminino dentro dos valores e padrões estabelecidos pela sociedade religioso-patriarcal. No contexto atual, alguns movimentos sociais que questionam o estereótipo de mulher, segundo os preceitos patriarcais, têm conseguido visibilidade. Do mesmo modo, na literatura infanto-juvenil pode ser observada a transição de valores sociais em relação ao gênero feminino em algumas obras, que embora recentes, tornaram-se clássicas. Na configuração dessas narrativas, a mulher exerce papel de uma personagem que deixa a posição frágil e passiva e assume um posicionamento ativo no universo literário, adquirindo independência e autonomia. A partir desses pressupostos, será elaborada uma análise da configuração narrativa do romance em questão para verificar como as personagens mulheres são caracterizadas e o papel desempenhado no enredo a fim de representarem modelos femininos para os jovens leitores. 

 


Palavras-chave


Alice Vieira; Gênero feminino; Literatura infanto-juvenil; bildungsroman.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN ELETRÔNICO: 2175-8719