SAÚDE, VULNERABILIDADE E DIREITOS HUMANOS: INTERLOCUÇÕES CONCEITUAIS POSSÍVEIS E DESAFIOS PRÁTICOS

Renata Bellenzani

Resumo


 O trabalho retoma algumas considerações dos autores que têm discutido a relação entre Saúde e Direitos  Humanos,  alinhavando-as  à  análise  dos  dados  qualitativos  de  um  dos  estudos desenvolvidos pelo Núcleo de Estudos para Prevenção da Aids (NEPAIDS/USP) sobre a temática Saúde,  DST/HIV,  Turismo  e  Cidadania.  Descreve  o  referencial  do  chamado  Quadro  da Vulnerabilidade  e  dos  Direitos  Humanos.  Destaque  é  dado  a  alguns  marcos  históricos  na construção  das  noções  de  saúde-doença,  sua  positivação  como  direito  e  sua  compreensão enquanto fenômeno psicossocial atravessado pelos contextos político, social, jurídico, econômico e  cultural.  A  vulnerabilidade  de  jovens  de  comunidades  litorâneas  às  doenças  sexualmente transmissíveis, em especial o HIV, e às violências sexuais constitui o objeto analisado sob a ótica das  desigualdades  simbólicas  e  sociais,  demonstrando  a operacionalidade  do  referencial explicitado para as análises em saúde e no plano dos direitos humanos. 

 

Palavras-chave: saúde. HIV/AIDS. Vulnerabilidade. direitos humanos.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN ELETRÔNICO: 2175-8719