RESERVA PEDRO QUINCAS

Lara Sofia Zanuzzo, Evanir Regina Moro Peichoto

Resumo


De  acordo  com  lideranças  de  ONGs  ambientais,  como  Greenpeace,  Fundação  SOS Mata Atlântica e WWF, e pesquisas científicas, o desmatamento e a falta de consciência crescem de forma  transparente. Criação de APPs, ZEPs e  reservas  legais só acabam por criar uma  falsa ecologia  ou  “simulacro  ecológico”.  Se  não  houvesse  tais  normatizações,  estas  áreas  verdes realmente  existiriam?  O  que  traz  problemas  não  é  o  fato, mas  a maneira  como  o  homem intervém na natureza. Nesse sentido, propõe-se a elaboração de um projeto arquitetônico que coloque o ser humano sob  total  interferência da natureza, sem poder  tocá-la, apenas sentir e apreciá-la.  O  problema  que  se  coloca  é  encontrar  o  estado  da  natureza  conforme  nossa realidade.  Nessa  perspectiva,  a  linguagem  arquitetônica  busca  reintegrar  a  Reserva  Pedro Quincas, promovendo uma  relação mais harmoniosa entre homem/natureza,  readequando as populações locais e os ecossistemas.

Palavras-chave: Ecologia. Consciência ecológica. Arquitetura.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN ELETRÔNICO: 2175-8719