REFLEXÕES ACERCA DA IMPLANTAÇÃO E FUNCIONAMENTO DE UMA BRINQUEDOTECA NO AMBITO HOSPITALAR

Bárbara Guimarães Pacheco, Silvia Maria Bonassi

Resumo


Este  artigo  realiza  uma  reflexão  acerca  da  implantação  e  funcionamento  de  uma brinquedoteca hospitalar, um espaço lúdico, com brinquedos e jogos educativos, destinados a estimular as crianças, os adolescentes e seus acompanhantes a brincar no sentido mais amplo, visando  à  recuperação  com  uma melhor  qualidade  de  vida. A  relevância  destas  atividades lúdicas em hospital vai de encontro à lei nº. 11.104 de 21 de março de 2005. Um dos objetivos da brinquedoteca no hospital é garantir os direitos das crianças hospitalizadas através do ato espontâneo  e  criativo  de  brincar,  proporcionando  a  amenização  das  possíveis  angústias, medos  e  ansiedades  oriundos  da  doença/internação,  a  fim  de  promover  uma  melhoria  na qualidade  do  atendimento,  assim  como,  maior  eficácia  no  processo  de  cura  e  adesão  ao tratamento. A aplicação terapêutica da brinquedoteca pode ser um dos melhores recursos para humanização no tratamento de crianças hospitalizadas. 

Palavras-chave: Brincar. Hospitalização infantil. Humanização no hospital.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN ELETRÔNICO: 2175-8719