O IDOSO EM CENA: CONTOS, LENDAS E PARLENDAS

Maria Jacira da Costa, Silvane Aparecida de Freitas

Resumo


Em  nossa  sociedade,  o  indivíduo  idoso  tem  sido  em  geral  esquecido,  abandonado, estigmatizado.  Ele  não  tem  sido  aceito  como  alguém  produtivo,  a  família muitas  vezes  o rejeita;  os  mais  novos,  geralmente,  se  cansam  do  discurso  nostálgico  do  idoso.  Com  o objetivo  de  dar  voz  e  vez  a  esses  sujeitos  ouvimos  e  coletamos  suas  histórias  tais  como ditados populares, causos, parlendas e  relatos  folclóricos visando a contribuir para o  resgate da cultura popular da geração desses  idosos que passam de pai para filho mediante a cultura oral.  No  desenvolver  desta  pesquisa,  pudemos  observar  que  os  idosos  se  revelam  quase sempre instáveis, passando de uma atitude de mutismo habitual para uma situação de grande loquacidade,  ou  vice-versa,  essa  instabilidade  reflete  o  processo  de  autodesvalorização,  de

subestima que constitui um dos estereótipos mais característicos do envelhecimento. 

 

Palavras-chave: Idosos. Contos populares. Cultura. História.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN ELETRÔNICO: 2175-8719