INCLUSÃO ESCOLAR: O QUE PENSAM OS PROFESSORES DO ENSINO REGULAR

Nelma G. Santos, Lorena C. C. Pereira, Jassonia L.V. Paccini

Resumo


O presente estudo tem o objetivo de analisar o que os professores pensam sobre o atendimento de  alunos  com  necessidades  educacionais  especiais  no  ensino  regular.  Participaram  desta pesquisa  seis professores da  rede estadual de Paranaíba. O resultado preliminar da pesquisa ainda  em  andamento  constatou  que  os  participantes têm  uma  percepção  negativa  sobre  a proposta  inclusiva,  expressam  angústias, frustrações  e  sentimento de  insatisfação para  fazer cumprir  tal  proposta. Também  apontam  várias  dificuldades  envolvidas  nesse  processo,  tais como, falta de preparo/capacitação profissional, falta de infra-estrutura das escolas e escassez de  materiais  didáticos  adaptados.  Verifica-se  que,  embora  haja  um  consenso  sobre  a relevância  da  inclusão  escolar,  aparecem  concepções,  sentimentos  diversificados  e contraditórios,  indicando  necessidade  de  maiores  discussões  e  esclarecimentos  frente  à temática. Pois, conceber a educação a partir do ponto de vista inclusivo nos obriga a refletir e a repensar o sistema educacional a partir da reforma de pensamento e de ações educativas. 

 

Palavras-chave: Educação Inclusiva. Percepção de Educadores. Inclusão.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN ELETRÔNICO: 2175-8719