HOMENS E MULHERES: IGUALDADE?

Érica Lucas de Paula

Resumo


Este trabalho se propõe a discutir a falta de eficácia plena do princípio da isonomia, expresso no art. 5º, caput da Constituição Federal brasileira de 1988, no que diz respeito às diferenças existentes entre homens e mulheres, enfatizando a discrepância no mercado de trabalho e na remuneração recebida de forma totalmente desigual. Em razão disso, a mulher ainda é inferiorizada, vista com submissão em relação ao resto da sociedade. Havendo, portanto, discriminação e desigualdade nessa relação.

Palavras-chave: Constituição. Eficácia Plena. Princípio da Igualdade.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN ELETRÔNICO: 2175-8719