ESTUDOS FONÉTICOS: DIFICULDADES E NECESSIDADES DO PROFESSOR DE LÍNGUA INGLESA DA REDE PÚBLICA DE DOURADOS NO QUE SE REFERE À PRONÚNCIA

Otília Aparecida Tupan Schoenherr

Resumo


Esta pesquisa objetivou conhecer as dificuldades e  respectivas necessidades dos professores de língua inglesa do ensino público de Dourados no que se refere à pronúncia. Hipotetizou-se que  conhecimentos  fonéticos  e  o  uso  da  transcrição  fonética  interferem  na  performance  do professor de Língua Inglesa e que são instrumentos necessários. Investigou-se como resolvem as dúvidas de pronúncia do dia  a dia,  a  relação  entre  tranqüilidade/estresse do professor  ao preparar aula de pronúncia, o nível de conhecimento do Alfabeto Fonético Internacional e se usavam a  transcrição fonética na solução de dúvidas de pronúncia. Foi realizada pesquisa de campo  entre  os  professores  de  língua  inglesa  e  os  dados  coletados  através  da  aplicação  de questionário  aos  57  professores  envolvendo  25  escolas.  Constatou-se  que  a  pronúncia  é  a etapa do preparo de aula que causa ansiedade em mais professores, que o professor  recorre mais à transcrição fonética do que a outros instrumentos, que a maioria deles já tirou dúvidas de pronúncia através da  transcrição fonética,  independentemente dela ocorrer na sala de aula ou fora dela e que a maioria tem pouco conhecimento do IPA. Os dados nos fazem inferir que o  IPA  é  um  instrumento  que  pode  interferir  na  performance  do  professor  de  inglês, melhorando-a. 

 

Palavras-chave: Transcrição fonética. Pronúncia. Instrumento.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN ELETRÔNICO: 2175-8719