A AFIRMAÇÃO HISTÓRICA DOS DIREITOS HUMANOS

Amanda de Oliveira Silva, Alessandro Martins Prado

Resumo


A evolução dos Direitos Humanos no suporte a toda história está intimamente relacionado com todos os seres humanos. De modo que todos, perante as desigualdades existentes entre os povos, há o reconhecimento universal, de que nenhum indivíduo, seja pela classe social, grupo religioso, etnia, pode firmar-se superior aos demais. A dignidade humana ao longo de toda história foi indagada através da religião, da filosofia e da ciência, porém foi no período axial (entre os séculos VIII e II a.C.) que o ser humano passou a ser considerado com igualdade, pois é dotado de liberdade e razão, sem, portanto, estarem em evidência as suas múltiplas diferenças. Contudo, a Declaração Universal dos Direitos Humanos, demorou mais de 25 séculos até se tomasse a consciência de que todos os indivíduos nascem livres e iguais em dignidade e direitos. Portanto, há de concluir que a história da evolução dos Direitos Humanos foi um vasto caminho liderado pela mitologia, religião e ciência. Ao qual surgiram documentos com textos normativos que declaram os direitos humanos e criam garantias específicas para tutelar tal direito. E assim, criaram a partir de grandes acontecimentos históricos o conjunto de proteção aos direitos humanos, mormente, ao indivíduo, e que pode ser chamado de em um novo tempo histórico, qual seja a era da cidadania mundial.

 

Palavras-chave: direitos. Desigualdades. Indivíduo. Dignidade. humanos.

 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN ELETRÔNICO: 2175-8719