O PROGRAMA ESCOLA DA FAMÍLIA: INTEGRAÇÃO ESCOLA – COMUNIDADE NA MINIMIZAÇÃO DA VIOLÊNCIA EM MEIO ESCOLAR

Alessandro Brandete, Elson Luiz de Araújo

Resumo


Este artigo foi desenvolvido no âmbito da Linha de Pesquisa Teoria e Práticas Educacionais do Programa de Pós Graduação Stricto Sensu em Educação tendo como objeto de pesquisa o Programa Escola da Família (PEF) como parte da política educacional do Estado de São Paulo. Analisamos a implementação deste Programa quanto a aproximação entre escola e comunidade e a sua contribuição para a minimização da violência. Buscamos compreender como as ações do Programa Escola da Família contribuem para o exercício da cidadania, a melhoria da qualidade educacional e a socialização entre as pessoas da comunidade local. Concluímos que a abertura das unidades escolares aos finais de semana pouco contribuíram para a melhoria da integração entre a escola e comunidade e a minimização da violência, considerando a falta de participação da comunidade e a integração das atividades desenvolvidas aos finais de semana com o currículo escolar. O desafio é proporcionar um ambiente democrático e organizacional que possibilite a liberdade de ações, de sociabilidade e de integração das atividades desenvolvidas pela comunidade/escola com os conteúdos escolares, deixando de lado a fragmentação do currículo. Assim, será possível o desenvolvimento da autonomia, liberdades de ações frente às normas socialmente estabelecidas e atividades pedagógicas em prol da melhoria das relações interpessoais, possibilitando a redução da violência na escola e na sociedade.


Palavras-chave


Programa Escola da Família. Violência. Violência Escolar.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN ELETRÔNICO: 2175-8719