RELATO DE EXPERIÊNCIA: O USO DE PROJETOS DE TRABALHO COMO CONCEPÇÃO DE ENSINO/APRENDIZAGEM NAS PRÁTICAS EDUCATIVAS DA EQUIPE DO PIBID

Laurenice de Fátima Coutinho de Carvalho, Estela Natalina Mantovani Bertoletti

Resumo


Este trabalho é um relato de experiência vivenciada pelas estagiárias do Pibid, no ano de 2012, no qual se apresenta um exame do uso de Projetos de Trabalho como prática educativa de ensino/aprendizagem, em uma escola estadual no município de Paranaíba, a partir do ponto de vista das pibidianas. Para tanto, foram colhidos testemunhos das experiências de regência com planos de aula e com Projetos de Trabalho para uma melhor compreensão dessas práticas educativas como proposta de ensino/aprendizagem.  Primeiramente fizemos um levantamento das políticas públicas de incentivo à formação inicial e continuada de professores e quais suas finalidades. A mudança se deu após observarmos que nos primeiros seis meses de estágio, as pibidianas estavam tendo muita dificuldade de envolver os alunos com as atividades propostas em planos de aula. Assim, durante as reuniões que aconteciam semanalmente com a equipe do Pibid, refletimos sobre as vivências em sala de aula e procuramos relacioná-las com a teoria; dessas reflexões surgiu a  necessidade de mudarmos nossas estratégias de ensino /aprendizagem, com a intenção de que os alunos participassem das atividades propostas ativamente e foi assim que passamos a desenvolver os Projetos Trabalho. Os Projetos de Trabalho serviram como ponto estratégico para substituir experiências já vividas por meio de planos de aula, cujas representações foram construídas sob os conhecimentos empíricos instituídos no meio escolar. O objetivo desse texto, portanto, é socializar os conhecimentos alcançados pelas estagiárias e a importância do estágio proporcionado pelo Pibid em relação à qualidade da formação docente no processo de ensino/aprendizagem e as práticas educativas dos desafios que elas encontraram em sala de aula. Os principais autores com os quais discorremos foram Pimenta (2002, 2012), Hernández (1998), Nóvoa (1995), Nogueira (2008), entre outros. Vimos nos relatos das pibidianas que o período da regência praticado por elas é a oportunidade que se tem de alcançar, envolver e avaliar cada passo na prática pedagógica, fazendo as mudanças necessárias na perspectiva do ensino/aprendizagem qualitativos, envolvendo a teoria e prática sobre o fazer pedagógico.

Palavras-chave


Prática educativa. Formação de professores. Projetos de trabalho. Pibid.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN ELETRÔNICO: 2175-8719