ANÁLISE DOS SUJEITOS CONCEBIDOS COMO “INDISCIPLINADOS” NO DISCURSO DO EDUCADOR EM RELATOS DE OCORRÊNCIAS EM ESCOLAS PÚBLICAS DE JARDIM-MS”

Solange Almeida de Medeiros, Adélia Maria Evangelista Azevedo

Resumo


O presente trabalho de pesquisa faz uma análise das condições de produção dos relatos de ocorrências, ou atas de sujeitos concebidos como “indisciplinados” em 02(duas) escolas
públicas de Jardim-MS. A partir do aporte teórico da Análise do Discurso de linha francesa, foi possível investigar e detectar o jogo de imagens presente nas relações de poder entre o
aluno tido como “indisciplinado” e a instituição por meio do educador (coordenador e/ou diretor). O gênero “relato de ocorrências ou ata” enquanto estrutura fixa e repetitiva
valoriza as relações de autoridade que valorizam a punição, a advertência e a materialização dos fatos negativos praticados pelos alunos do ensino fundamental no ambiente escolar. Tal
prática discursiva unilateral não valoriza aspectos positivos, apenas aspectos negativos. Não foi possível detectar formas alternativas que valorizassem atos e atitudes positivas de alunos e professores na construção das materialidades discursivas que pudessem surgir como forma de combater as relações de violências no interior da escola.

Palavras-chaves: poder – punição – escola

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.