A REPETÊNCIA DE NEGROS E INDÍGENAS COTISTAS NOS CURSOS DE LETRAS DA UEMS NO PERÍODO LETIVO DE 2004 A 2007

Autores

  • Edvaldo Teixeira Moraes
  • Maria José de Jesus Alves Cordeiro

Resumo

O presente estudo tem como foco principal a análise da trajetória dos negros e indígenas cotistas nos cinco cursos de Licenciatura em Letras da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul – UEMS, dando ênfase à repetência. Foram realizadas entrevistas com os cotistas negros e indígenas que apresentaram histórico de repetência no período letivo de 2004 a 2007 a fim de identificar os principais motivos que contribuem para o insucesso destes no ensino superior. A pesquisa aborda, além do acesso ao ensino superior através das cotas, a questão da permanência e como isso ocorre na UEMS, verificando quais medidas foram adotadas para melhorar a qualidade de formação dos negros e indígenas cotistas e garantir sua inclusão e principalmente sua permanência na vida acadêmica até a conclusão do curso. PALAVRAS-CHAVE: Ações Afirmativas. Negros e Indígenas Cotistas. Repetência nos Cursos de Letras da UEMS. Questões Etnicorraciais.

Downloads

Publicado

14/10/2015

Como Citar

Moraes, E. T., & Cordeiro, M. J. de J. A. (2015). A REPETÊNCIA DE NEGROS E INDÍGENAS COTISTAS NOS CURSOS DE LETRAS DA UEMS NO PERÍODO LETIVO DE 2004 A 2007. ANAIS DO ENIC, 1(1). Recuperado de https://anaisonline.uems.br/index.php/enic/article/view/977

Edição

Seção

LINGUÍSTICA LETRAS E ARTES

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)