Efeito da luz sobre a germinação e desenvolvimento inicial de Maclura tinctoria (Moraceae) em diferentes condições de sombreamento

Autores

  • Michele Aparecida dos Santos Nobrega Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul - UEMS
  • Etenaldo Felipe Santiago Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul - UEMS

Resumo

Estudos com plantas nativas são importantes uma vez que auxiliam tanto na preservação das espécies quanto seu habitat natural. Sabendo que a luz é um dos principais fatores do ambiente físico, agindo de forma isolada ou conjunta no controle do desenvolvimento das plantas, este trabalho teve por objetivo avaliar o efeito da luz sobre a germinação e no desenvolvimento de Maclura tinctoria bem como as respostas desta espécie quando submetidas à condição de campo e de viveiro. Para tanto, foram realizados testes germinativos em BOD em caixas gerbox transparentes e escuras. As respostas das plantas às condições de luz foram realizadas por meio da ánalise fluorescência da clorofila a, obtidas com o uso de um fluorímetro Handy PEA Hansatech (Plant Efficiency Analyser, Hansatech Instruments), após a adaptação das folhas ao escuro por 30 minutos com auxílio de pinças. As sementes de Maclura tinctoria são indiferentes ao fator luz para a germinação, apresentando percentual germinativo de 35,6% na luz e 32,8 % no escuro. Os resultados de fluorescência da clorofila a obtidos neste trabalho não significam, necessariamente, que a espécie esteja mais bem adaptada a condição de viveiro, mas, sim que as plantas testadas não estão totalmente ajustadas à condição de campo devido ao tempo de plantio.

Publicado

27/10/2015

Como Citar

Nobrega, M. A. dos S., & Santiago, E. F. (2015). Efeito da luz sobre a germinação e desenvolvimento inicial de Maclura tinctoria (Moraceae) em diferentes condições de sombreamento. ANAIS DO ENIC, 1(4). Recuperado de https://anaisonline.uems.br/index.php/enic/article/view/1741

Edição

Seção

CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)