VERIFICAR O DESENVOLVIMENTO DAS ATIVIDADES REALIZADAS POR PROFISSIONAIS DE LIMPEZA HOSPITALAR

Rosely Almeida Souza, Fabiana Perez Rodrigues

Resumo


O aumento de microorganismos no ambiente hospitalar pode estar diretamente relacionados ao uso de técnicas de limpezas inadequadas e manuseio do lixo hospitalar sem a devida proteção, além de um mau uso dos produtos de limpeza. Objetivou-se verificar o desenvolvimento da higienização e atividades que visem o controle de infecção hospitalar de um hospital de Dourados. O estudo de corte transversal descritivo, realizado com 32 funcionários do setor de limpeza e higienização de um Hospital Público de Dourados no período de fevereiro de 2009. A equipe de limpeza do hospital estudado apresenta predominância do sexo feminino 91%, com idade entre 20 e 30 anos, 37,5% e com o ensino médio completo apenas 34,4%. Definiram área crítica corretamente 81% dos investigados. Utilizam corretamente para o desenvolvimento das atividades de limpeza os EPIs - luvas, jalecos e máscaras 68,8%, 56% e 90% profissionais respectivamente. Realizam a limpeza correta do banheiro, dos corredores, do lixinho e escadinhas, 31,3%, 65% e 59,4% respectivamente. Para a limpeza de superfícies utilizam panos diferenciados 71% e alternam os lados dos panos 56% dos membros da equipe de limpeza. Quanto à definição de limpeza concorrente apenas 37% dos funcionários souberam responder. Embora o conhecimento dos profissionais da limpeza do hospital investigado, bem como a realização de algumas técnicas apresentou-se corretas em sua maioria; os dados corroboram para a evidência de necessidade de capacitação para a equipe de limpeza do hospital, buscando uniformizar o conhecimento atingindo a totalidade da equipe e garantindo qualidade no serviço.


Palavras Chaves: Microorganismos, Limpeza, Infecção Hospitalar

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.