SITUAÇÃO NUTRICIONAL E DADOS SOCIOECONÔMICOS DE IDOSOS HIPERTENSOS PARTICIPANTES EM CENTRO DE CONVIVÊNCIA, DOURADOS, MS

Natália Müller, Vivian Rahmeier Fietz

Resumo


Esta pesquisa foi realizada com o objetivo de avaliar as condições socioeconômicas, demográficas e a situação nutricional dos idosos cadastrados no Centro de Convivência do Idoso Andrés Chamorro, Dourados, MS. Foi utilizado um questionário com perguntas pontuais e dissertativas. Para os dados antropométricos utilizou-se: altura, peso, circunferência abdominal e do quadril. Foram entrevistados 51 idosos hipertensos, sendo 84,3% mulheres e 15,6% homens. Em relação aos dados socioeconômicos e demográficos notou-se que entre as mulheres, as condições de moradia, renda familiar e grau de
escolaridade apresentaram-se inferiores, quando comparada com a dos homens. No tocante aos aspectos nutricionais, chama atenção que, de maneira geral, 70,5% dos idosos apresentaram peso acima do desejado. A maioria dos idosos tanto do sexo masculino (75,0%)
como do feminino (97,6%) estão com o RCQ acima do valor estabelecido como normal. Já em relação ao Índice Massa Muscular (IMC), notou-se que 62,5% dos idosos do sexo
masculino e 72,1% do sexo feminino estão em condições nutricionais de sobrepeso. A hipertensão arterial, as dislipidemias, problemas osteomusculares e cardíacos foram as principais doenças referidas pelos idosos e cabe destacar que estas alterações estão diretamente relacionadas com o aumento do IMC e RCQ. Os resultados demonstraram falhas no estado de saúde e de nutrição, condições socioeconômicas e demográficas dos idosos
entrevistados, sendo, portanto um segmento importante de atuação dos profissionais da área de saúde, no intuito de melhorar a qualidade de vida.


Palavras chave: situação nutricional, idosos, hipertensos

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.