CRESCIMENTO, MORTALIDADE E RECRUTAMENTO PARA Bryconamericus stramineus E Astyanax paranae EM RIACHOS DA BACIA DO RIO GUIRAÍ, ALTO RIO PARANÁ – MS

Lilian Paula Vasconcelos, Yzel Rondon Súarez

Resumo


O presente estudo objetivou fornecer informações sobre a estrutura populacional de Bryconamericus stramineus e Astyanax paranae analisando os parâmetros de crescimento, mortalidade, recrutamento e fator de condição. As amostragens foram realizadas bimestralmente de
outubro/2006 e agosto/2007 em sete locais da sub-bacia do rio Guiraí. Foram analisados 324 indivíduos de A. paranae e 960 indivíduos de B. stramineus. Para ambas as espécies o valor estimado de b foi maior que 3, demonstrando o crescimento alométrico positivo. Através da análise da variação nos estádios de maturação gonadal observou-se que a desova de A. paranae ocorre
principalmente de junho a outubro, enquanto que a de B. stramineus se concentra de outubro a fevereiro. O comprimento assintótico (L∞) de A. paranae foi estimado em 70,5mm, com taxa de crescimento (K) de 1,08; e para B. stramineus L∞ foi estimado em 62,8mm e K, em 0,76. O índice
de performance de crescimento (φ) de A. paranae foi de 3,73 e 3,47 para B. stramineus. A longevidade para A. paranae foi calculada em 2,77 anos e a mortalidade natural em 1,36. Já para B. stramineus estimou-se a longevidade em 3,94 anos, e a mortalidade em 1,18. O padrão de
recrutamento das espécies demonstrou picos semelhantes concentrados no período de menor pluviosidade. Constatou-se que não existe influência significativa da variação temporal sobre o fator de condição de machos, mas sim para fêmeas de A. paranae. Para B. stramineus, no entanto constatou-se que não há influência significativa da variação temporal para ambos os sexos.

Palavras-chave: Fator de condição, peixes, pluviosidade.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.