REGENERAÇÃO NATURAL EM UM REMANESCENTE FLORESTAL NA BACIA DO CÓRREGO FUNDO, AQUIDAUANA, MS

Tercio Vaisnava Fehlauer, Norton Hayd Rêgo

Resumo


Este estudo foi realizado em um trecho de mata de galeria na bacia do córrego fundo município de Aquidauana, MS no período de Agosto de 2008 a Julho de 2009. O local estudado é de vegetação preservada, onde não foi realizado corte raso. Para o estudo da
regeneração natural foram instaladas 18 parcelas de 100 m² (10m x 10m). No interior das mesmas foram instalados duas sub-parcelas de 2 m² (2m x 1m). Dentro de cada sub-parcela foram amostrados todos os indivíduos com altura igual ou superior a 10 cm e diâmetro a
altura do solo (DAS) inferior a 5 cm foram processados separadamente em quatro classes de altura. Foram calculados os parâmetros florístico e estruturais das áreas estudadas para cada espécie tais como, freqüência (Fr), abundância (Ab), índice de valor de importância (IVI). Foram amostrados 99 indivíduos, pertencentes a 11 espécies identificadas e 1 não identificada, pertencentes a 13 gêneros e 9 famílias. As espécies de maior IVI foram Licania
sp, Guarea guidonia, Eugenia florida, Protium heptaphyllum e Ficus dendrocida. Em levantamento realizado em 2008, foram encontrados 33 espécies arbóreas (REGO, 2008), destas somente 7 espécies foram encontradas indivíduos na regeneração natural. O que
compromete a conservação dessas espécies “in situ”. Licania sp. foi a espécie mais abundante, porém Rego (2008) não observou esta espécie no estrato arbóreo, sendo uma espécie pioneira, que possivelmente estará enriquecendo a área e sua ocorrência deve estar
associada aos fragmentos adjacentes onde foi observado esta espécie.


Palavras-chaves: Estrato arbóreo, Mata de galeria, Diversidade florística, Fitossociologia.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.