PRODUÇÃO E QUALIDADE DOS FRUTOS DE MARACUJÁ-AMARELO (Passiflora edulis f. flavicarpa DEG.) COM POLINIZAÇÃO MANUAL E NATURAL

Murilo Vargas da Silveira, Alfredo Raul Abot

Resumo


O maracujá-amarelo é uma planta auto-incompatível, necessitando de polinização cruzada. Com o objetivo de avaliar o efeito dos tratamentos de polinização na produção e qualidade dos frutos foram realizados os tratamentos: polinização livre (T1), restrita a todos agentes (T2), polinização manual com depósito de pólen em um estigma (T3.1), em dois (T3.2), em todos os estigmas (T3.3), polinização restrita de Xylocopa sp. (T4), restrita de Xylocopa sp. e Apis mellifera (T5) e livre e manual em um estigma (T6.1), em dois (T6.2) e em todos os estigmas (T6.3). Foi avaliado vingamento de flores, peso (PF), comprimento (CF) e diâmetro (DF) dos frutos, espessura da casca (EC), peso da polpa (PP), número de sementes (NS), acidez titulável (ATT), sólidos solúveis (SST) e relação SST/ATT. Os dados foram submetidos à análise de variância e teste de comparação de médias (Duncan 5%). Os maiores
vingamentos foram em T6.2 e T6.3 (43,33% e 41,67% respectivamente), e o menor (28,33%) no T1. As variáveis DF, EC, SST e relação SST/ATT não apresentaram diferença estatística entre tratamentos. O PF foi maior no T3.3, superior estatisticamente que T3.1 e T1. Para CF valores máximos foram obtidos no T3.3 e mínimos T1. Para as variáveis NS e PP os tratamentos T6.3, T3.3, T6.2 e T3.2 foram estatisticamente superiores ao T3.1. Os valores de ATT foram maiores em T3.3 e T1 e menores em T3.1. Para a máxima produção e qualidade dos frutos deve-se realizar a polinização manual em dois ou três estigmas.

Palavras-chave: Xylocopa. Vingamento. Auto-incompatibilidade.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.