ESTUDO DO COMPORTAMENTO DE POEDEIRAS SEMIPESADAS CRIADAS EM DIFERENTES TIPOS DE CAMA

João Antonio Barbosa Filho, Elis Regina de Moraes Garcia

Resumo


O objetivo desse trabalho foi avaliar o comportamento de poedeiras semipesadas em um sistema de criação de piso, no qual foram empregados dois tipos de cama: maravalha de
madeira e palha de arroz. O experimento foi realizado no setor de avicultura da UEMS. Foram utilizadas 350 poedeiras da linhagem Hisex Brown, com 80 semanas de idade. Para acompanhar e analisar o comportamento das aves, foram utilizadas oito câmeras ligadas a quatro microcomputadores. Foram analisados os respectivos comportamentos das poedeiras: comer, beber, investigar penas, banho de cama, movimentos de conforto, ciscar, empoleirar, agressividade, sentada, procurando ninho, postura e parada, além disso, os parâmetros bioclimáticos. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado, em esquema fatorial 2x3, com dois tipos de cama e três períodos ao longo do dia (8-10, 11-13, 14-16 horas). Os dados dos comportamentos foram transformados e posteriormente, submetidos à análise de variância. Para as análises das variáveis climáticas, as médias foram comparadas pelo teste de Tukey (P0,05). Conclui-se que as poedeiras manifestaram comportamentos naturais, considerados de conforto e estresse, demonstrando que o sistema de criação em piso apresenta maior adequação às exigências de bem-estar, independente do tipo de cama utilizado. Além disso, pode se comprovar que é satisfatória a utilização de ambas as camas, sendo que a escolha do substrato pelo produtor só dependerá da disponibilidade e do
custo.

Palavras chave: conforto, etologia, maravalha, palha de arroz.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.