MODIFICAÇÃO QUÍMICA DO ELETRODO DE PASTA DE CARBONO PARA DETECÇÃO VOLTAMÉTRICA DE METAMIDOFÓS

Rodrigo Pereira Cavalcante, Antonio Rogério Fiorucci

Resumo


O metamidofós é um inseticida organofosforado, muito perigoso à saúde humana e animal. Dessa forma é muito importante a otimização de procedimentos para sua detecção.
Em estudos prévios realizados na UEMS, verificou-se ser possível à detecção voltamétrica do pico de oxidação do organofosforado metamidofós usando o eletrodo de pasta de carbono (CPE) não modificado. Contudo, a sensibilidade para a detecção deste pico foi baixa. Por esta razão, o presente trabalho propôs a modificação química do CPE com minerais (bentonita e zeólita) como uma alternativa para aumentar a sensibilidade deste eletrodo para a sua
detecção. Os resultados obtidos com a técnica de voltametria cíclica para detecção do pico de oxidação de metamidofós apresentados indicam que a sensibilidade aumenta significamente com a modificação química da pasta com zeólita na concentração de 4% (m/m), com melhor pH de detecção em 5,00. Entre os eletrólitos de suporte de pH 5,00 investigados, a melhor resposta foi obtida para o tampão ácido acético/acetato de sódio. A melhor velocidade de
varredura para a detecção do pico com boa resolução foi de 50mVs-1. A utilização da técnica de voltametria de onda quadrada não foi vantajosa em relação à de voltametria cíclica na detecção de metamidofós devido a processos faradáicos do eletrólito de suporte.

Palavras chave: inseticida. oxidação eletroquímica. zeólita. bentonita

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.