ESTUDO QUÍMICO E BIOLÓGICO DA FRAÇÃO ETANÓLICA DAS FOLHAS DA ESPÉCIE PIPER AMALAGO

Chirley Vanessa Boone, Jonas da Silva Mota

Resumo


Espécies do gênero Piper são muito utilizadas na medicina popular, há relatos na literatura de atividade de substâncias isoladas de espécies de Piper frente à Tripanossoma cruzi e atividade antioxidante. O objetivo deste trabalho foi avaliar a fração etanólica, em
substâncias isoladas das folhas da espécie Píper amalago, quanto à atividade da antioxidante tripanocida. A coleta das folhas foi realizada em uma mata próxima a EMS/Dourados, as quais foram secas e maceradas à temperatura ambiente e posteriormente, pulverizadas com auxílio de um moinho de facas, sendo obtidos 740 g do material, que foi submetido a três extrações com hexano, acetato de etila e etanol. Os extratos foram concentrados em
evaporador rotativo e secos em capela. Os extratos foram submetidos à avaliação da atividade antioxidante, a testes biológicos de avaliação da toxicidade frente à Artemia sp, atividade frente à Tripanossoma Cruzi e atividade antimicrobiana. A fração etanólica foi submetida a
um fracionamento cromatográfico, neste foram utilizadas técnicas de cromatografia em coluna de bancada de fase normal e reversa, a determinação estrutural foi realizada com técnicas de RMN 1H, 13C, e experimento de RMN 2D. O teste de avaliação da antioxidante indicou percentuais de inibição de 83%; 82,%; 74% e 27 %, o teste de toxicidade mostrou baixa letalidade do extrato, inferior a 50%. O teste tripanocida, indicou baixa atividade. O fracionamento cromatográfico resultou no isolamento de uma substância.

Palavras chave: Atividade antioxidante; anti-chagásica

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.