CARACTERIZAÇÃO ESPECTROSCÓPICA DE BIODIESEL DE GIRASSOL E BOCAIÚVA MISTURADOS COM ÓLEO

Tatiane Reis Souza, Sandro Marcio Lima

Resumo


O biodiesel é uma fonte de energia que traz significativa contribuição ao meio ambiente, pois sua produção e extração de oleagionosas oferece menos riscos que a extração e processamento de combustíveis fósseis. Mesmo sabendo das vantagens apresentadas pelo biodiesel em relação aos demais combustíveis, pouco se sabe sobre as impurezas contidas no biodiesel. Este trabalho teve como finalidade analisar amostras de biodiesel e suas misturas com impurezas a fim de identificar os marcadores de impurezas presentes em cada amostra. A técnica utilizada na análise do biodiesel e suas misturas foi a espectroscopia no infravermelho médio por transformada de Fourier (FTIR) que permite determinar os modos vibracionais da composição química básica do biocombustível. Esta metodologia é rápida, eficiente. Assim, são apresentados os resultados das misturas de biodiesel com o óleo de girassol e bocaiúva. Estas amostras de biodiesel foram realizadas pelo processo de transesterificação partindo do óleo refinado de girassol e do óleo de bocaiúva. Para tanto se fez uso das amostras de biodiesel com maior rendimento. Após o processo de síntese, as mesmas foram caracterizadas com a espectroscopia no infravermelho médio, onde foi possível determinar os espectros de absorção no infravermelho médio das misturas de biodiesel com impurezas, e identificar todos os modos vibracionais presentes nas amostras, bem como suas intensidades de absorção. Com os dados analisados pode-se concluir que a técnica de FTIR é muito sensível na identificação dos traços de impurezas presentes nos biocombustíveis. Palavras-chave: Infravermelho Médio. Transesterificação. Biodiesel

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.