AVALIAÇÃO DE FLAVONÓIDES E ATIVIDADE ANTIOXIDANTE EM ACHYROCLINE SATUREIOIDES CULTIVADAS COM ADIÇÃO DE CAMA-DE- FRANGO E FÓSFORO

Camila Mareco Bento Leite, Alex Haroldo Jeller

Resumo


Achyrocline satureioides conhecida como marcela, pertence à família Asteraceae, possui propriedades medicinais como antiinflamatória, antisséptica, calmante e problemas digestivos. Este trabalho tem como objetivo verificar se há influência dos cultivos com adição de cama-de-frango e fósforo, na atividade antioxidante, nos teores de fenóis e flavonóides e análise por CLAE-DAD. O cultivo foi constituído nas seguintes proporções: P1= solo com 200 kg/ha de fósforo; P2= solo e P4= solo com 200 kg/ha de fósforo e com cama-de-frango. Foram preparados extratos
etanólicos e infusos, das folhas e flores do vegetal. A planta apresentou uma boa atividade antioxidante, sendo que em altas concentrações as flores apresentaram maior atividade que as folhas. Os extratos etanólicos das flores e folhas em altas concentrações tiveram um percentual de inibição maior que os infusos. Os diferentes tratamentos não influenciaram a resposta da atividade antioxidante. Com relação aos teores de fenóis e flavonóides os infusos das folhas apresentaram maior teor de flavonóides que de fenóis, enquanto nos extratos etanólicos das folhas a maior concentração foi de fenóis. No infuso das flores há uma similaridade entre fenóis e flavonóides. Os extratos etanólicos das flores tiveram melhor resposta que as folhas, sendo teor de fenóis foi maior que de
flavonóides. Os teores de fenóis e flavonóides foram influenciados pelos diferentes tratamentos, porém estes não foram lineares. Através das análises por CLAE-DAD
foram identificadas às substâncias rutina e quercitina nos extratos etanólicos das flores em todos os tratamentos.


Palavras chave: Achyrocline satureioides, antioxidante, fenóis e flavonóides.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.