LEVANTAMENTO FLORÍSTICO DE ESPÉCIES DE ORCHIDACEAE NO ORQUIDÁRIO DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MATO GROSSO DO SUL NO MUNICÍPIO DE IVINHEMA

Autores

  • Raul de Lima Soares Andrade
  • Simone Yasuda Fernandes
  • Alisson Levino Cavalcante Saraiva
  • Susani Stefani Silva Amate
  • Nicoli Fernanda Choti Bernad
  • Márcio Rodrigo Gimenes

Resumo

A família Orchidaceae é uma das maiores entre plantas floríferas com importância comercial,
medicinal e alimentícia. São ervas terrestres ou epífitas, ou, ocasionalmente, lianas comumente
engrossadas e formando pseudobulbos; raízes fortemente associadas a fungos micorrízicos, muitas
vezes com epiderme esponjosa e espessa. As orquídeas são muito utilizadas, principalmente, em
ornamentações e, também, têm papel muito importante no meio ambiente, pois são grandes
fornecedoras de pólen e néctar para muitas espécies de invertebrados. O presente trabalho teve a
finalidade de levantar as espécies que ocorrem em um orquidário já instalado na Universidade
Estadual do Mato Grosso do Sul, no município de Ivinhema, visando obter as informações para o
manuseio mais adequado de cada uma conforme suas necessidades e cuidados especiais. As
espécies presentes foram coletadas em áreas de reserva legal e de preservação permanente,
localizadas no município e arredores e posteriormente adicionadas ao inventário. O levantamento
foi realizado quantitativamente contando todas as espécies e identificando-as através da avaliação
morfológica de folhas e flores presentes na planta. Na listagem foram descritas 17 espécies, sendo
16 representantes da subfamília Epidendroideae. O gênero Epidendrum teve maior abundância,
seguido por Bulbophyllum, Sophronitis e Capanemia. O total de espécimes listados foram de 49, em
maior abundância as espécies: Bulbophyllum tripetalum Lindl, Epidendrum fulgens Brongn,
Sophronitis lundii (Reichenback F. & Warm) Van Den Berg & M. W. Chase, Dendrobium nobile
Lindl. Além da pesquisa e levantamento fez-se uma reestruturação no orquidário que se encontrava
inativo, recuperando e replantando as orquídeas remanescentes e reabilitando o orquidário em si. A
reestruturação utilizou de materiais como: bambu, substrato para orquídeas, mix com cascas de
árvores, tesoura, plantas coletadas, plantas matrizes e mudas, produtos de limpeza para a
higienização do local, e câmera fotográfica para registro das plantas. O presente trabalho será
substancial para a unidade universitária de modo que o orquidário poderá ser utilizado em futuros
possíveis trabalhos, para que acadêmicos tenham conhecimento sobre a variedade de espécies
encontradas em sua região e, especificamente, na própria unidade e, também, como um espaço de
apreciação.

Downloads

Publicado

05/11/2019

Como Citar

Andrade, R. de L. S., Fernandes, S. Y., Saraiva, A. L. C., Amate, S. S. S., Bernad, N. F. C., & Gimenes, M. R. (2019). LEVANTAMENTO FLORÍSTICO DE ESPÉCIES DE ORCHIDACEAE NO ORQUIDÁRIO DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MATO GROSSO DO SUL NO MUNICÍPIO DE IVINHEMA. ANAIS DO EGRAD, 6(9). Recuperado de https://anaisonline.uems.br/index.php/egrad/article/view/5992

Edição

Seção

CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE