GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA E MÉTODOS CONTRACEPTIVOS: RELATO DAS ATIVIDADES REALIZADAS NA ESCOLA ESTADUAL PROFESSORA IOLANDA ALLY, MUNDO NOVO-MS

Joice Kellen Ventura dos Santos, Bárbara Machado Duarte, Daniela Raiane de Brito Souza, Eduarda Jankauskas Gois, Dercival Gomes dos Santos, Vanessa Daiana Pedrancini

Resumo


Atualmente, uma das grandes dificuldades encontradas pelos profissionais da educação básica é lidar com questões relacionadas à sexualidade. Ao mesmo tempo, notam-se cada vez mais adolescentes entrando na vida sexual de maneira precoce e sem nenhuma responsabilidade. Diante desse contexto, os bolsistas do PIBID/Mundo Novo planejaram e executaram uma oficina didática acerca da gravidez na adolescência com o objetivo de sensibilizar os alunos do ensino médio em relação à quantidade de casos de gravidez indesejada que estava ocorrendo na Escola Estadual Professora Iolanda Ally, Mundo Novo-MS. A oficina didática contemplou 101 alunos do 1º ao 3º anos do ensino médio, os quais foram organizados em diferentes grupos, de acordo com o ano de ensino e turma. Para o desenvolvimento dessa oficina trabalhamos, ao longo de 2 horas-aula, com a participação ativa dos alunos no processo de aprendizagem; para isso utilizamos discussões com esclarecimentos de dúvidas, exposição de vídeos e realização de dinâmicas. No início da oficina foram posicionadas algumas imagens e reportagens no chão da sala, as quais retratavam cenas relacionadas à sexualidade e à gravidez precoce; pedimos para os alunos se dividirem em duplas para pegarem uma imagem e refletirem durante alguns minutos sobre a imagem escolhida. Posteriormente, por meio das imagens selecionadas pelos alunos, iniciamos uma discussão sobre o tema abordado para investigarmos os conhecimentos prévios dos alunos. Dando continuidade a oficina, foi feita uma apresentação de slides, abordando os métodos contraceptivos, seguido da exibição de um vídeo que destacou casos reais de meninas que tiveram sua vida modificada por uma gravidez precoce. Em seguida, foi realizada uma dinâmica que possibilitou aos alunos refletirem acerca do assunto, bem como colocarem em prática os conceitos trabalhados no decorrer da oficina, tais como: métodos contraceptivos, riscos de uma gravidez precoce e suas consequências na vida social, econômica, física e emocional dos adolescentes. No decorrer na oficina pudemos verificar que a maioria dos alunos não tinha conhecimento acerca dos métodos contraceptivos adequados para sua faixa etária e a forma correta de sua utilização. Por outro lado, foi possível notar que as atividades desenvolvidas na oficina permitiram que os adolescentes refletissem o quanto uma gravidez precoce e indesejada influencia em sua vida emocional, profissional e financeira. Esses resultados vêm fortalecer a importância de se trabalhar o assunto sexualidade com alunos da educação básica por meio de metodologias que permitem os alunos participarem da construção do conhecimento.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.