A MONITORIA DE LÍNGUA E CULTURA LATINA NO CURSO DE LETRAS/INGLÊS DA UEMS DE JARDIM: EXPERIÊNCIAS VIVIDAS E (COM)PARTILHADAS

Nadia Cristina da Silva Lima, Jefferson Machado Barbosa

Resumo


A presente comunicação tem como objetivo principal (com)partilhar com a comunidade externa da UEMS e outras instituições de ensino superior, através do ENEPEX, resultados relativos às atividades desenvolvidas nos encontros de monitoria da disciplina de Língua e Cultura Latina, no ano de 2016, do Curso de Letras/inglês – UEMS, unidade de Jardim – Mato Grosso do Sul. É importante destacar que os encontros da monitoria são realizados no contraturno, divididos em dois dias da semana. Além disso, são realizadas leituras assíduas acerca do conteúdo da respectiva disciplina e encontros com o orientador, presencial e/ou via internet. Sabe-se que a monitoria pode ser um elo entre o monitor e os aluno/as. Além do mais, pode funcionar como uma ponte entre professor regente da disciplina e aluno/as. Ainda dentro dessa perspectiva de monitoria, a relação entre o acadêmico e a disciplina se desenvolve com melhor dinamismo e o conhecimento acrescido, o que configura pensar, dentre outros parâmetros, que o aluno torna-se mais participativo e interativo na realização das atividades propostas pelo professor regente. Além disso, por ser outro aluno na organização do estudo, a monitoria proporciona a liberdade a todo/as os participantes se interagirem de forma singular, trocando saberes entre si, de maneira descontraída e opinativa. Portanto, a experiência é de suma importância, principalmente para o monitor, que aprofunda seu conhecimento e adquiri maior confiança para seu futuro profissional. Os dados preliminares apontam para diversos pontos positivos, dentre os quais podemos elencar o fato de estreitar laços entre os alunos do Curso de Letras, unidade de Jardim, durante os encontros de monitoria de língua e cultura latina. Há, ainda, alguns pontos negativos, dentre os quais se pode destacar, aqui, a ausência, muitas vezes, dos alunos na procura pela orientação nos horários estipulados, o que acarreta pensar que existe um desconhecimento do horário fixo de atendimento, mesmo sendo repassado, através da monitoria, aos alunos do Curso de Letras – Jardim/MS.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.