Percepção de profissionais contábeis sobre a implantação do SPED contábil, SPED fiscal e nota fiscal eletrônica

Alice Iara Riquelme, Rosenery Loureiro Lourenço

Resumo


Recentemente a Receita Federal instituiu um sistema de controle fiscal e gerou impactos diretos nas rotinas contábeis, trata-se do Sistema Público de Escrituração Digital (SPED), o qual tem exigido adequações tanto de escritórios contábeis quanto de empresas.  Com o objetivo de verificar as experiências vivenciadas pelos profissionais contábeis em Ponta Porã, especialmente em relação ao SPED contábil, SPED fiscal, e a Nota Fiscal Eletrônica, esta pesquisa descritiva de abordagem qualitativa empreendeu esforços para responder a seguinte questão: Como as exigências necessárias à implantação da escrituração digital impactam a rotina dos escritórios contábeis? O instrumento para coleta de dados deste estudo de caso foi um roteiro de entrevista semiestruturada e a análise de conteúdo subsidiou os procedimentos para a interpretação. Os profissionais entrevistados atuam na área contábil há mais de dez anos e são responsáveis pelas áreas fiscal e contábil dos escritórios onde atuam. Os resultados da pesquisa evidenciaram descontentamento dos profissionais em relação ao Fisco em função de falhas técnicas no sistema da Receita Federal, bem como pela falta de treinamentos para a utilização do sistema. Na percepção dos profissionais, seus clientes tiveram dificuldades em realizar as adequações necessárias à escrituração digital, especialmente por conta dos custos com software, certificado digital e outros, bem como pelo desconhecimento dos benefícios que o SPED geraria para eles. Constatou-se que a visão dos profissionais contábeis entrevistados é negativa em relação ao SPED, eles têm insuficiente conhecimento a respeito do SPED e seus escritórios e clientes não foram adequadamente preparados para as exigências necessárias.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.