DESTINO DOS FINOS DE CARVÃO VEGETAL GERADOS POR UMA EMPACOTADORA NO MUNICÍPIO DE DOURADOS-MS

Fernando Wosgrau, Bruna Siqueira Lozano, Fabio Mascarenhas Dutra, Clandio Favarini Ruviaro

Resumo


O presente artigo trata de um estudo de caso de uma empresa de beneficiamento e empacotamento de carvão vegetal. Analisa os possíveis usos dos finos de carvão, tido como resíduo sólido originado no processo de beneficiamento e empacotamento de carvão vegetal. Sua aplicação demonstra-se relevante em diversas atividades, como a agrícola, recebendo para este fim a denominação de biochar ou biocarvão. A pesquisa se caracteriza como qualitativa descritiva e exploratória, cujo estudo de caso, é feito em uma empresa, que beneficia e empacota setenta toneladas de carvão vegetal ao mês e gera a média de dez toneladas de finos de carvão neste mesmo período, situada na cidade de Dourados-MS. A proposta deste estudo é de sugerir a melhor alternativa de uso para este resíduo a fim de atender a legislação vigente que obriga a empresa a dar um destino adequado ao resíduo sem prejudicar o meio ambiente ou as demais atividades adjacentes.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.