A CONCENTRAÇÃO DO PIB MEDIDA PELO ÍNDICE HERFINDAHL-HIRSCHMAN: O CASO DAS MESORREGIÕES GEOGRÁFICAS BRASILEIRAS NO PERÍODO DE 1985 A 2010

Vilmar Nogueira Duarte

Resumo


O presente estudo teve como objetivo medir a concentração do PIB inter-regional e intra-regional no Brasil, no período de 1985 a 2010. Para a análise utilizou-se o Índice de Herfindahl-Hirschman “IHH”, o qual permitiu identificar o grau de concentração do PIB entre as mesorregiões geográficas brasileiras e entre os estados nas respectivas mesorregiões. Os resultados mostram que no período de 1985 a 2010 ocorreu uma desconcentração inter-regional no país, com as regiões Sudeste, Sul e Nordeste perdendo participação no PIB nacional, enquanto que a regiões Centro-Oeste e Norte aumentaram suas participações ao longo do período. O IHH mostrou também que houve uma desconcentração intra-regional na região Sudeste a partir de 1990, com perdas mais significativas dos estados do Rio de Janeiro e São Paulo. A região Sul também apresentou uma pequena desconcentração a partir de 2000. Já as demais regiões apresentaram certa estabilidade em termos de participação de seus estados em seus respectivos PIBs. Por fim, conclui-se que o IHH mostrou ter ocorrido uma desconcentração inter-regional do PIB no Brasil no período analisado, impulsionada, principalmente, por perdas da região Sudeste. Por outro lado, as regiões Sudeste e Sul também apresentaram desconcentração intra-regional, sendo esta menos intensa na região Sul.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.