UMA APLICAÇÃO EMPIRICA DA ANÁLISE DE REDES SOCIAIS INFORMAIS EM UMA ASSOCIAÇÃO DE PRODUTORES RURAIS

Andréia Maria Kremer, Wesley Batista Akahoshi, Rafael Todescato Cavalheiro

Resumo


A abordagem de redes sociais informais nos relacionamentos intra e interorganizacionais têm apresentado um crescimento considerável nos últimos anos. Os conceitos de confiança entre indivíduos e organizações, inseridos na abordagem das relações sociais da Nova Sociologia Econômica, surgem com grande ênfase e vêm ganhando destaque como mecanismo de regulação do mercado, e de combate ao comportamento oportunista proposto pelos estudiosos econômicos. Dessa forma, buscou-se analisar as redes sociais formadas por produtores orgânicos associados em uma associação de produtores orgânicos com o intuito de mensurar o nível de confiança existente entre eles e identificar os indivíduos chaves no processo de coordenação da rede. Utilizou-se de entrevistas com questionários de questões fechadas e abertas para a coleta de dados, o Software de análise de redes sociais, ORA 2.3.6, para calcular medidas de centralidade e prestígio de cada indivíduo, identificando a posição de cada um nas relações. Através da análise dos índices verificou-se que os indivíduos mais centrais são os que desempenham papéis importantes na coordenação e organização da associação, além de que as relações mais fortes são influenciadas por relações de amizade e parentesco. Com base no mapeamento da rede, são feitas discussões teóricas e sugestões para pesquisas futuras.

 

Palavras chaves: Confiança; Redes Sociais; Centralidade; Associação de produtores orgânicos. 


Apontamentos

  • Não há apontamentos.