A intermidialidade em questão: uma análise de Vastas Emoções e Pensamentos Imperfeitos, De Rubem Fonseca

Autores

  • Lucio Flávio Rocha Junior Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul

Palavras-chave:

Referência Intermidiática, Cinema, Intermidialidades, Rubem Fonseca

Resumo

Os estudos de intersemiótica surgiram timidamente e têm ganhado força na análise de pontos comuns entre as mídias utilizadas em diversas artes. Com uma visão atenta, e aqui foge-se da ideia do inventivo malicioso, é possível verificar o diálogo produtivo entre Literatura e Cinema por meio dos pontos em que elas têm em comum, indo além dos limites que supostamente teriam e possibilitando imersões em um universo repleto de novos significados, considerando sensações complementares àquelas que uma arte estaria obrigatoriamente limitada. A literatura Fonsequiana, por sua vez, há muito é vinculada ao cinema. Seja pela concisão, pelos referenciais ou mesmo pela agilidade com que o texto de Rubem se apresenta, o caráter fílmico sempre esteve presente. Este trabalho tem como objetivo demonstrar as relações intersemióticas entre Literatura e Cinema presentes de forma implícita na Obra Vastas Emoções e Pensamentos Imperfeitos, de Rubem Fonseca, tomando por base o registrado por Claus Clüver quanto às referências intermidiáticas, bem como as comparações às observações de Jacques Aumont, Solange Ribeiro de Oliveira, Dziga Vertov e Glauber Rocha. É possível identificar que as referências implícitas no texto funcionando como “manual” do cinema, abordando conceitos técnicos de produção e execução cinematográfica; o conceito de verdade fílmico, a transposição midiática, a essência e as características dos cineastas se mostram como pontos fortes arraigados no cerne da narrativa. É possível, num todo, afirmar que a obra é – dada a sua qualidade literária – uma grande referência midiática ao cinema. Outrossim, é possível verificar que o cinema é mais que um simples referencial na obra, mas funciona como personagem ativa na relação entre o narrador e os demais personagens. Finalmente, a análise da obra literária em comparação ao Cinema não estabelece uma escala hierárquica entre estas Artes, mas busca unificá-las em seus pontos comuns, sem desmerecer ou supervalorizar pontos em que se desencontram.

Biografia do Autor

Lucio Flávio Rocha Junior, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul

Mestrando em Letras na Universidade Estadual deMato Grosso do Sul – UEMS

Referências

AUMONT, Jacques. As Teorias dos Cineastas. São Paulo: Papirus, 2008.

CARRIERE, Jean Claude. A Linguagem Secreta do Cinema. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1995.

CLUVER, Claus. Intermidialidades. Pós: Belo Horizonte, v. 1, n. 2, p. 8-23, 2011.

DUARTE, Eduardo de Assis. Literatura e outros sistemas semióticos. In: VASCONCELOS, Maurício Salles; COELHO, Haydée Ribeiro. 1000 rastros rápidos – cultura e milênio. Belo Horizonte: Autêntica, 1999.

EISENSTEIN, Serguei. Teoria Generale del Montaggio. Veneza: Marsilo, 1985.

FONSECA, Rubem. Vastas Emoções e Pensamentos Imperfeitos. São Paulo: Planeta De Agostini 1988.

LÖBLER, Daiane Antunes Dias. Tempo, Narração e Monólogo Interior: Um paralelo entre Virgínia Woolf e Clarice Lispector a partir dos romances Passeio ao Farol e Perto do Coração Selvagem. (dissertação) Programa de Pós-Graduação em Letras, UNISC, 2012.

OLIVEIRA, Solange Ribeiro de. Literatura e artes plásticas: o KLÜSTERROMAN na ficção contemporânea. Ouro Preto: UFOP, 1993.

PASOLINI, Pier Paolo. L’experiénce hérétique. Paris: Payout, 1976.

ROCHA, Glauber. Alphaville In: O século do Cinema. Brasil: Cosac Naify, 2006

ROCHA, Glauber. Delinquência Juvenil In: O século do Cinema. Brasil: Cosac Naify, 2006

ROCHA, Glauber. Forma e Sentido do Cinema In: O século do Cinema. Brasil: Cosac Naify, 2006

VERTOV, Dziga. Articles, Journaux, projects. Paris: UGE, 1972.

Downloads

Publicado

12/05/2020

Como Citar

Rocha Junior, L. F. (2020). A intermidialidade em questão: uma análise de Vastas Emoções e Pensamentos Imperfeitos, De Rubem Fonseca. ANAIS DO CONGRESSO DE PESQUISAS EM LINGUÍSTICA E LITERATURA, 1(1), 198–209. Recuperado de https://anaisonline.uems.br/index.php/CPLL/article/view/6956