ESTRATÉGIAS DO MANEJO REPRODUTIVO EM PEQUENAS PROPRIEDADES LEITEIRAS

Nádila Souza Guimarães, Henrique Kischel, Elielton Dias da Silva Arruda, Silvio da Silva Oliveira, Christopher Junior Tavares Cardoso, Fabiana de Andrade Melo-Sterza

Resumo


A atividade leiteira no Estado de Mato Grosso do Sul é de grande importância do ponto de vista
social, econômico e fundiária. Visando à melhoria da eficiência na atividade leiteira é importante
efetuar um bom e efetivo controle sanitário, zootécnico e reprodutivo na propriedade. O objetivo
desse projeto foi estabelecer estratégias eficientes de controle sanitário e reprodutivo de novilhas
em propriedades leiteiras na região do Cerrado-Pantanal. O projeto foi executado em três
propriedades de Aquidauana, cada propriedade apresentava uma realidade diferente, tanto no que
diz respeito ao manejo dos animais, como em condições financeiras dos proprietários, com isso, as
decisões que foram tomadas estavam de acordo com as possibilidades de cada produtor. Para a
criação do manejo reprodutivo foi utilizado a biotecnologia da reprodução IATF (Inseminação
Artificial em Tempo Fixo), IA (Inseminação Artificial) e monta natural quando necessário ou
solicitado pelo produtor. Das atividades que foram realizadas está a criação de um calendário de
vacinação anual (2015/2016), dentre as vacinas que foram realizadas estão as de contra a febre
aftosa, brucelose, raiva, leptospirose, IBR (rinotraqueíte infecciosa bovina), BVD (diarreia viral
bovina) e carbúnculo. Todas foram realizadas de acordo com os meses específicos e com a idade
dos animais. Realizou-se também o acompanhamento do ganho de peso das fêmeas na propriedade,
com intuito de adequar o momento em que estivessem aptas à reprodução. Para isso os animais
eram pesados mensalmente e separados por categoria. Também foi realizado o controle leiteiro dos
animais, na qual era feita a pesagem de leite individualmente de cada animal para controle de
período de secagem, curva de lactação e produtividade de cada animal. Com as recomendações
sugeridas aos produtores concomitante a constância das visitas técnicas, foi possível quantificar a
situação da atividade e fornecer dados e subsídios para que o produtor efetuasse mudanças
necessárias, de modo a reverter a situação econômica e promover uma maior satisfação do produtor
perante a atividade leiteira. Pode-se concluir que a atividade leiteira nas propriedades assistidas vem
obtendo ganhos produtivos e reprodutivos em relação aos anos anteriores e isso continuará caso o
produtor continuar a adotar as recomendações do Programa RIO DE LEITE.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.