LEVANTAMENTO ETNOBOTÂNICO DE PLANTAS MEDICINAIS NO DOMÍNIO DO CERRADO NA REGIÃO DE AQUIDAUANA–MS

Luzia Barcelos Deknes, Cristiane Gonçalves Mendonça

Resumo


O estudo Etnobotânico inclui a maneira na qual uma população humana classifica e utiliza as
plantas em sua vida. O conhecimento etnobotânico é passado de geração pra geração de modo
verbal além das perdas por conta da pressão antrópica, da expansão da agricultura moderna e
desmatamento; por isso a necessidade de preservação desse patrimônio histórico e cultural.
Objetivo da pesquisa foi resgatar junto aos raizeiros ou curandeiros da região de Aquidauana/MS
quais, como e para que fins as espécies nativas que compõem a região são utilizadas na medicina
popular e transmitir esse conhecimento sobre a utilização dessas plantas medicinais nativas do
bioma do cerrado para jovens e adultos. O levantamento dos raizeiros foi realizado na cidade de
Aquidauana e no Distrito de Camisão. Através de entrevistas, por meio de questionário direto, com
quatro raizeiros pode-se obter informações das principais espécies de plantas utilizadas que foram
as herbáceas e arbustivas. As quais, são retiradas próximas de suas casas ou até mesmo cultivadas
em seus quintais. Dentre os raizeiros entrevistados apenas um, extrai e vende as partes das plantas
medicinais há mais de 30 anos, os demais apenas as utilizam para consumo próprio, de seus
familiares e vizinhos. Nas plantas medicinais as partes mais utilizadas são suas folhas, cascas e
raízes para os sintomas de doenças como: gripe, diabete, fratura, cicatrização, inflamação, dores
renais, depurativo do sangue, má digestão e dengue. E as espécies de plantas medicinais mais
consumidas são: Maytenus ilicifolia (Schrad.) Planch.; Baccharis trimera (Less.) DC.; Senna
macranthera; Phyllanthus niruri L.; Chenopodium ambrosioides L; Achyrocline sp.. Com o
desenvolvimento do projeto evidenciou que este conhecimento popular está sendo suprimido e não
mais transmitido de geração pra geração pois, dentre os filhos dos quatros raizeiros apenas dois
conhecem algumas espécies de plantas medicinais. Assim, a produção dos folders é possível
divulgar as principais espécies de plantas medicinais, seus hábitos, e suas partes mais utilizadas na
prevenção, tratamento e cura de doença com ênfase na preservação dessas espécies medicinais.
Além, de preservar esse patrimônio cultural e fomentá-lo entre jovens e adultos.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.