VISITA AO ASILO “SÃO FRANCISCO” DE AQUIDAUANA-MS: LAZER E INTEGRAÇÃO

Evelyn Dias Pinheiro, Hevelâyne Cristina Ferreira de Miranda, Vanderson Queiros Oliveira, Denise Prevedel Capristo, Ana Caroline Mello Arevalo, Agenor Martinho Correa

Resumo


É dever da família, da sociedade e do Estado amparar pessoas idosas, assegurando sua participação
na comunidade, defendendo sua dignidade e bem-estar garantindo-lhe o direito a vida, mas algumas
famílias não assume essa responsabilidade e optam por deixá-los em casas de repouso, asilo, entre
outros. Diante dessa realidade, os integrantes do Grupo PETAgro (Programa de Educação Tutorial
do Curso de Agronomia) realizaram uma visita ao asilo São Francisco, no município de Aquidauana
– MS, com o objetivo de proporcionar um momento de recreação e lazer aos moradores da
instituição e despertar nos acadêmicos envolvidos o espírito de solidariedade, cooperação mútua e
cidadania. Inicialmente, os alunos cumprimentaram cada morador para deixar de lado a timidez de
ambas às partes. Após este primeiro contato, alguns petianos foram jogar dominó com os idosos
enquanto que o restante organizou uma roda de viola com músicas sertanejas. Aos poucos, os
idosos foram interagindo com o grupo contando suas histórias de vida, cantando, tocando e
dançando. Ao final, partilhou-se um delicioso lanche com bolos, tortas salgadas e sucos com todos
os participantes. Durante a visita verificou-se bons hábitos de interatividade, disciplina e educação
entre os moradores somando, assim, positivamente na qualidade de vida dos mesmos. Com essa
atividade, pode-se perceber o quão importante é a existência desse tipo instituição para idosos que
não possuem condições financeiras ou familiares para lhes dar apoio físico, psicológico e moral.
Porém, nota-se a necessidade de desenvolver atividades que promove a elevação da autoestima
desses moradores, pois a maioria sente-se abandonada e discriminada pela sociedade. A prática de
exercícios físicos, levando em consideração as limitações da terceira idade, é uma boa opção para
melhorar o bem-estar, o humor e a autoestima, assim como redução da ansiedade, tensão e
depressão. Então, cabe a sociedade compreender que o papel da terceira idade na comunidade é de
conservar e transmitir suas experiências e conhecimentos essenciais, e desenvolver ações sociais
que garante a essa parcela estigmatizada e discriminada o bem-estar e a qualidade de vida.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.