INFLUÊNCIA DE DUAS IDADES DIFERENTES DE EUCALIPTO SOBRE AS PROPRIEDADES FÍSICO-HÍDRICAS DO SOLO NA REGIÃO DE AQUIDAUANA

Danielle Oliveira Cherri, Adriano da Silva Lopes, Felipe Colman Rodrigues

Resumo


As plantações florestais, como de eucalipto, possuem inúmeros fatores favoráveis à sua adoção, tais
como a qualidade da madeira e a produtividade significativamente maior do que a das florestas
nativas. O solo que é mantido em seu estado natural apresenta características físico-hídricas
adequadas, entretanto, quando o mesmo é submetido ao processo produtivo, estas características
sofrem alterações. Este experimento teve por objetivo avaliar a influência da cultura do eucalipto
sobre as características físico-hídricas de um Argissolo, em Aquidauana - MS. O delineamento
experimental utilizado foi o de blocos casualizados, em parcelas subdivididas, composto por 4
repetições. Nas parcelas, os tratamentos empregados corresponderam aos Eucalyptus spp. de 4 anos
e o Eucalyptus spp. com 8 anos, além de um tratamento controle (mata nativa). As subparcelas
foram as profundidades de solo (0-10; 10-20, 20-30, 30-40 cm). Foram avaliadas, em doze meses, a
densidade e porosidade do solo e a curva de retenção de água no solo, a fim de caracterizar o efeito
dos tratamentos. Os resultados foram analisados estatisticamente pelo teste de médias e Tukey a 5%
de probabilidade. Dessa maneira, a avaliação das características físico-hídricas do solo após a
introdução de atividades com natureza antrópica foi necessária pelo fato delas serem capazes de
alterarem a qualidade estrutural, aumentar a propensão à erosão e, consequentemente, reduzir a
produtividade. A DS não apresentou diferenças significativas. A microporosidade apresentou
diferenças signifcativas entre os locais de plantio apenas na profundidade de 0,0-0,2 m. A
macroporosidade diferenciou-se entres os locais de plamtio na profudidade de 0,0-0,1 m. A CAD
mostrou diferenças significativas entre as profundidades e as áreas de plantio, os eucaliptos
apresentaram valores menores em comparação a mata nativa. Curva de retenção de água no solo
para o perfil de 0,0-0,4 m do solo, irrigado por microaspersão, apresentou um ótimo ajuste.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.