SOLOS NA ESCOLA: ENSINANDO A IMPORTÂNCIA DOS SOLOS NA EDUCAÇÃO BÁSICA

Paulo Henrique Souza de Oliveira, Laércio Alves de Carvalho

Resumo


O solo é um importante elemento do ecossistema natural ou antropizado e a sua degradação pode
ser associada ao manejo inadequado e a falta de consciência que a maior parte da sociedade tem das
suas características, e funções. De modo geral, na educação fundamental e média, os estudantes não
tem acesso a informações corretas tecnicamente atualizadas, úteis ou adequadas a realidade
brasileira. Juntamente com a biota, a água e o ar, o solo desempenha papel fundamental no meio
ambiente. Contudo, a este importante componente do ecossistema terrestre não tem sido dada a
necessária e merecida atenção no ensino fundamental. A abordagem do tema solos, quando
realizada, é feita de uma forma bastante restrita, muitas vezes equivocada e com um enfoque
essencialmente agrícola, omitindo-se importantes funções do solo na natureza. O tema solos, nos
diferentes níveis de ensino, frequentemente é abordado de maneira desinteressante e desatualizada;
uma das dificuldades encontradas pelos professores para tornar o ensino de solos significativos aos
alunos é desenvolver experiências que auxiliem o aprendizado. Objetivo do projeto foi estabelecer
uma unidade de pesquisa em solos chamada museu de solos, de fácil manejo e transporte para as
escolas. Onde é uma ferramenta útil, permitindo abordar tal tema de maneira didática e interessante.
O trabalho foi conduzido na região da Grande Dourados. O solo foi coletado em lugares diferentes,
foram descritos e caracterizados. Depois eles foram expostos nas Tendas de exposições levado as
escolas juntamente com outros trabalhos ambientais da UEMS e usados para fazer algumas
experiências, como infiltração e retenção de água no solo e erosão hídrica. pois oportunizam a seus
usuários uma experiência visual de grande importância na elaboração de concepções de feições
morfológicas, além de associar a distribuições de solos com o material de origem, relevo e clima,
estabelecendo relações de causa e efeito. Também houve várias brincadeiras temáticas relacionados
ao tema solo e a outros elementos, como água, sempre como uma linguagem compatível a idade dos
estudantes. As experiências e demonstrações desenvolvidas revelaram-se uma ferramenta útil,
permitindo abordar o solo de maneira didática e interessante e vinculada à questão ambiental e ao
cotidiano do aluno do ensino fundamental. Os resultados pode-se concluir, devido às entrevistas
feitas com os alunos após as atividades, que os mesmos possuem algumas falhas ao conhecimento
sobre solos, como informações errôneas e desatualizadas. Porém os mesmos demonstraram grande
interesse, participando, perguntando e questionando os bolsistas. Também houve trocas de
informações entre os professores das escolas e os bolsistas e foi explicitado algumas dificuldades
dos educadores, como livros desatualizados e a falta de equipamentos e foi repassado a eles o
museu de solos como uma ferramenta útil para o ensino de geologia e solos.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.