SUPORTE AO COMDAM NA AVALIAÇÃO, DIAGNÓSTICO E MONITORAMENTO DOS PASSIVOS AMBIENTAIS EM DUAS ÁREAS DO MUNICÍPIO DE DOURADOS/MS

Marcelo Tecli da Costa Junior, Elka Élice Vasco Miranda

Resumo


No seu futuro profissional, o Engenheiro Ambiental encontrará desafios que exigirão conhecimento
técnico e experiência. Este é o caso deste projeto, que atende a uma solicitação do COMDAM
(Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente) que não detém corpo técnico para
levantamento da condição atual de locais impactados. A expansão populacional impõe a ocupação
de áreas que nem sempre atendem aos requisitos mínimos ambientais ou de legislação, com estudos
que viabilizariam a ocupação antrópica. Contudo, boa parte dessas áreas se encontra hoje em um
cenário de abandono e descaso. Objetivaram-se visitas técnicas a dois dos locais solicitados pelo
COMDAM (uma reserva ambiental de 17 hectares situado no Bairro Jardim Novo Horizonte e parte
da área ocupada pelo conjunto habitacional Canaã VI) para levantamento e identificação dos
impactos. Realizou-se um diagnóstico das áreas via georreferenciamento, fotografias, relatos
descritivos e monitoramento mensal. No conjunto habitacional Canaã VI aplicou-se um
questionário aos moradores, para melhor entendimento da situação do local em estudo. Foram feitas
as visitas e registros mensais nos locais estipulados, possibilitando uma análise precisa das variáveis
pré-selecionadas em comum acordo com o COMDAM. No Canãa as variáveis elencadas foram:
casas que compõem o perímetro com problemas, rachaduras nas casas selecionadas, análise dos
terrenos baldios e registro de reclamação dos moradores pertinentes à instabilidade do solo. Na
Reserva as variáveis elencadas foram: condições de cercamento da área, condições do portão de
acesso, presença de pessoas e de animais na área, cobertura vegetal (extração/modificação),
presença de lixos e queimadas. Como resultado, constatou-se durante as visitas de monitoramento
na Reserva: presença de queimadas, presença de pessoas de forma suspeita, acúmulo de água
pluvial levada por tubulação. No Canaã VI constatou-se, via questionário, que não havia relato de
qualquer indício físico que indicasse um solo instável devido à presença anterior de um lixão. O
COMDAM insistiu no local, mas em outra rodada de avaliação os moradores mantiveram a
afirmação anterior. O COMDAM foi informado. Os dados foram coletados e disponibilizados ao
COMDAM para que sejam tomadas as medidas cabíveis e necessárias. Com a execução deste
projeto abriu-se um leque com varias opções para futuras Iniciações Cientificas, com análise mais
profundamente dos aspectos negativos dos locais, visto que nesta atividade de extensão só os dados
mais básicos e de maior visibilidade para o público-alvo foram levantados. Para um trabalho de
remediação serão necessários dados laboratoriais, não levantados.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.