PRAGAS URBANAS E VETORES DE DOENÇAS – UMA AÇÃO DE DIVULGAÇÃO E CONSCIENTIZAÇÃO

Camilla Silva Lima, Glaucia Almeida Morais, Daniela Fialho Duarte, Caio Vinicius Oliveira Prates, Aline Oliveira Silva, Gabriela Missae Itihara

Resumo


Apesar da crescente conscientização da população em níveis nacionais e internacionais, as doenças
provenientes de pragas urbanas que infestam as cidades ainda provocam inúmeros danos à saúde
humana. Baratas, ratos, pombos, formigas, cupins, moscas, mosquitos provocam doenças como
salmonelose, leptospirose, triquinose, febre da mordida do rato, peste bubônica, sarnas e micoses,
leishmaniose, dengue, Doença de Chagas, além de contaminarem os alimentos por patógenos que
são transportados em seus corpos. Estas informações precisam continuar a ser amplamente
difundidas. A ação de extensão intitulada “Pragas urbanas e vetores de doenças” teve como objetivo
a conscientização de crianças e adolescentes sobre os principais problemas de saúde enfrentados
pela polução humana e que estão relacionados com a presença de animais nos centros urbanos. O
evento foi realizado de maio a julho de 2016, em encontros semanais, no Centro de Apoio e
Reintegração da Criança e do Adolescente Pe. Alberto Wiese (CARCA), uma entidade filantrópica
existente no município de Ivinhema MS, que busca auxiliar crianças e jovens que vivem em área de
risco, com atividades educativas, de cultura e de lazer. Após a palestra inicial de introdução ao tema
proposto, foram desenvolvidas diversas dinâmicas com base em uma cartilha da Secretaria da
Educação do Estado de São Paulo: Caça ao mosquito da dengue; Quebrando o ciclo; É fato ou
Boato; Gincana Todo dia é dia de se prevenir da dengue; Mímicas; Cruzada das pragas urbanas.
Para finalizar o evento, os participantes assistiram a uma peça teatral, encenada por fantoches, no
auditório da Unidade da UEMS em Ivinhema e puderam conhecer as demais dependências da
Universidade no município. A participação dos 23 alunos nas atividades foi satisfatória, alcançando
o objetivo proposto, os participantes mostraram o que já sabiam sobre o assunto e o Evento pode
contribuir para o aperfeiçoamento desse conhecimento, permitindo melhor compreensão sobre a
importância do controle de pragas urbanas na prevenção de doenças, especialmente aquelas que têm
como vetores o Aedes aegypti, ratos, pombos, carrapatos, baratas, formigas. Destaca-se o
aprendizado de que o controle destes vetores está diretamente relacionado com a manutenção
contínua da limpeza urbana e domiciliar.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.