ENSINO E APRENDIZADO TEÓRICO-PRÁTICO NA MONITORIA ACADÊMICA DE ANATOMIA HUMANA APLICADA À ENFERMAGEM: RELATO DE EXPERIÊNCIA

Julyana Alves Teixeira Borges, Fernando Weber

Resumo


Introdução: A monitoria proporciona ao discente monitor a oportunidade de desenvolver habilidades voltadas à iniciação à docência e aprofundar seu conhecimento em uma determinada disciplina para contribuir no processo de ensino-aprendizagem efetivo dos discentes monitorados. Um dos benefícios da monitoria é o crescimento pessoal e o profissional devido a responsabilidade com a docência e aprofundamento nos estudos da disciplina de anatomia humana. Objetivo geral: Aumentar o aproveitamento teórico-prático dos discentes do curso de enfermagem da disciplina de Anatomia humana aplicada à enfermagem. Objetivos específicos: Observar as facilidades e dificuldades dos discentes e suas implicações no decorrer da disciplina; utilizar modelos anatômicos artificiais, peças formolizadas e cadáver fornecido pela instituição para o ensino da anatomia humana; aplicação de exercícios e estudos dirigidos a fim de aumentar a compreensão e fixação do conteúdo abordado; auxiliar o professor da disciplina durante as aulas práticas e aplicação de provas. Metodologia: Trata-se de uma construção a partir da vivência da discente do terceiro ano do curso de enfermagem da Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul (UEMS). Realizou-se atividades na disciplina de Anatomia humana aplicada à enfermagem para os discentes do primeiro ano do mesmo curso, durante abril a novembro de 2016, sob a orientação do professor da disciplina. Carga horária semanal de oito horas, com quatro encontros semanais de duas horas cada. Quando não era realizado o encontro, era feito estudos dirigidos para os discentes responderem individualmente, no próximo encontro era realizado as correções. Os encontros foram realizados no laboratório de anatomia humana ou sala de aula. Resultados: A média de discentes presentes na monitoria foram 7, no decorrer da disciplina, 11 acadêmicos estavam fazendo a disciplina pela segunda vez, através do regime de dependência, 17 indivíduos ficaram de exame e somente 3 reprovaram. As monitorias de revisão que antecederam atividades avaliativas (prova teórica ou prática) aumentavam significativamente o número de discentes interessados na monitoria, enquanto que nas monitorias quando não tinha atividades avaliativas esse número reduzia. As dificuldades de aprendizado no decorrer da disciplina e na monitoria foram relatadas pelos alunos, sendo elas: muitos conteúdos trabalhados em um curto espaço de tempo; dificuldades nas aulas práticas devido à falta de peças anatômicas, estado de conservação do cadáver e peças anatômicas existentes; falta ou conservação precária dos livros didáticos no acervo da biblioteca da UEMS; dificuldade na aprendizagem e significado de terminologias anatômicas. Conclusões: A monitoria na disciplina contribuiu para facilitar o aprendizado dos alunos, como consequência conseguiram melhorar suas notas, também proporcionou ao discente monitor uma experiência no campo docente. Entretanto, a adesão foi baixa nos períodos que não antecederam com datas de atividades avaliativas.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.