O ATO DE LER NA EDUCAÇÃO INFANTIL: SUA INFLUÊNCIA NO DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA PEQUENA

Cibelle Evellyn Martins Moraes Auto Oliveira, Maria Talita Souza Ferreira, Vera Lucia Guerra, Nilvana Araujo de Almeida Mello

Resumo


O objetivo deste texto é apresentar reflexões sobre a construção de conhecimento sobre linguagem escrita e as experiências das crianças com leitura e registro gráfico no cotidiano da Educação Infantil. O estudo surge diante das dúvidas sobre o ensino da leitura e escrita, do entendimento de que o processo de alfabetização se inicia antes do ingresso da criança no primeiro ano do Ensino Fundamental, no contato com portadores de texto e seus usuários no meio em que vive, e que a proposta pedagógica da Educação Infantil deve garantir à criança diferentes linguagens. Foram realizadas revisões bibliográficas, análise da rotina da Educação Infantil, observação direta com registro em diário de campo e discussão das informações coletadas. Os resultados atestam que quando o professor de Educação Infantil rompe com a concepção de uma educação mecanicista e bancária, onde os conhecimentos são depositados na mente das crianças, descobre o real sentido da educação de qualidade. Enquanto famílias silábicas decoram as paredes das salas de atividades, ele enxerga possibilidades ao mostrar o mundo da escrita e da leitura às crianças por meio dos livros. A apropriação da escrita é uma construção, e inicia na Educação Infantil, quando o professor entende a necessidade da realização de leituras para as suas crianças, desde o maternal até o pré II. Podendo mostrar o mundo da escrita e da leitura às crianças por meio da magia do ato de contar histórias. A leitura também trabalha o lúdico, a criatividade, a imaginação, que aflora desde cedo nas crianças pequenas. O momento em que um adulto lê para uma criança, torna-se mágico, e único. A prática de ler histórias para as crianças, desde tenra idade, ajuda consideravelmente na aquisição da leitura e escrita posteriormente, quando a criança estiver na escola e se deparar com um mundo novo a sua volta. O professor organiza um ambiente desafiador com materiais de artes, brinquedos, materiais didático, músicas, um local que contemple a criança como um ser completo, que aprende, se relaciona, se comunica, que compartilha conhecimento, ensinando o que sabe em sua interação social. Ou seja, que permita a livre expressão da criança. Ele assume o lugar de contador de histórias, leitor de artigos de revistas e jornais, escriba de cartas e bilhetes, declamador de parlendas e poesias, e outros. Destacam-se ainda, os jogos orais e brincadeiras de faz de conta, onde as crianças podem imitar os adultos lendo e escrevendo. Este estudo foi desenvolvido por bolsistas do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) subprojeto Pedagogia que entendem a importância do ato de ler para as crianças pequenas.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.