A EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO PIBID: INSERÇÃO DE PRÁTICA E MEDIDAS, RECONSTRUINDO O JARDIM ESCOLAR, COMO FOCO DE RELAÇÃO ENTRE O INDIVÍDUO ATUANTE E A PRÓPRIA NATUREZA

Thasiane Santos de Oliveira, Erika Prudencio Nery, Viviane Cristina dos Santos, Juliane Vida Lemos de Oliveira

Resumo


Tendo em vista os impactos exacerbados no meio ambiente e a dinâmica transformação causada pelas ações antrópicas previu-se a necessidade da Educação Ambiental na área educacional como foco de informação à respeito dessas mudanças. Tem-se então a Educação Ambiental aplicada em palestras dinâmicas à respeito dessas perturbações humanas e possíveis desastres gerados, de forma que possibilite a construção do conhecimento ecológico com prática social e ética ambiental. Esse estímulo expressa a leitura do ambiente, articulando teoria e ação, demonstrando que há processo contínuo, de transformação causado por fenômenos naturais e ações antrópicas.Nesse contexto propõem se as intervenções no meio escolar, relacionando o contexto social com a disciplina de Ciências da Natureza. Desenvolvendo ações de Educação Ambiental através da reconstrução do jardim da Escola William Tavares de Oliveira, informando e despertando o interesse dos alunos pelas questões ambientais e criando vínculo entre os eles e a natureza.O trabalho foi executado na escola Municipal Willian Tavares de Oliveira, com os alunos do Ensino Fundamental do 1º ao 9º ano, na Disciplina de Ciências da Natureza, com o tema transversal - Educação Ambiental. Por meio de palestras, atividades em que foram utilizando fantoches, e da reestruturação dos jardins da escola desencadeou-se um processo de aprendizagem que buscou proporcionar reflexão crítica sobre algumas questões ambientais e estimular os alunos a realizaram ações em prol do bem estar coletivo. Concluiu se que diante das ações implementadas até o momento, houve se mudanças na forma de pensar e agir dos alunos, as quais se refletem maior cuidado como o ambiente escolar. Observou- se um afeto sensorial provocado pelo estimulo dos Bolsistas do Pibid, logo os estudantes sentiram que o cuidar estar inter-relacionado com o proteger. Enfatizamos aqui que não se trata de subordinação ou alienação, mas sim de despertar e realizar a crítica construtiva à respeito da interação entre o estudante, a natureza e o ambiente no qual vive, assim se estabelecem redes comunicativas que inter-relacionam três fatores principais, cuidado, proteção e conscientização.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.