LEITURA E PRODUÇÃO A PARTIR DA DIVERSIDADE DE GÊNEROS: VIVÊNCIAS DO PIBID - SUBPROJETO LETRAS - JARDIM - MS

Mikaély Oliveira de Mattos, Bruna Lais Saucedo, Eliane Aparecida de Souza, Adelia Maria Evangelista Azevedo

Resumo


Este trabalho tem o intuito apresentar parte das experiências pedagógicas vivenciadas e desenvolvidas, na área de Língua Portuguesa, no ano de 2017, por meio da participação das acadêmicas de Letras no Pibid - Subprojeto Letras – UEMS – Unidade de Jardim. As atividades produzidas estão voltadas para as turmas do 9º A e B ano, do ensino fundamental, da Escola Estadual “Cel. Pedro José Rufino” – Jardim -MS. O objetivo não somente de promover melhorias na formação do docente da área de Letras, mas aliar questões pontuais leitura e produção textual a partir da diversidade de gêneros e o uso de novas tecnologias. Com isso, “Leitura e produção a partir da diversidade de gêneros vivências do Pibid – Subprojeto Letras – Jardim – MS” promove o posicionamento crítico do professor da área diante dos desafios diários da docência, visto que congrega ações pedagógicas entre níveis distintos, o universitário em formação, o profissional em exercício e o público infanto-juvenil da rede pública, de modo específico, nas últimas séries do ensino fundamental. As ações pedagógicas voltam-se à elevação de índices de aprendizado do aluno e proporcionam aos adolescentes uma melhoria considerável no desempenho linguístico e discursivo. As oficinas direcionadas ao público foram planejadas no coletivo por bolsistas, professora supervisora do Pibid e professora coordenadora de área do Pibid, centrando esforços nas dificuldades diárias e em soluções centradas em rediscutir os aspectos gramaticais que envolvem a morfologia, a concordância verbal e a concordância nominal. Tem-se assim, a prática colaborativa no planejamento, na avaliação e na elaboração de atividades de leitura e produção textual. Os saberes adquiridos na sala de aula nas disciplinas do curso de Letras e na vivência da sala de aula, na rede pública, destacam-se na transposição entre a teoria e a prática. Tais questões favorecem as relações entre a universidade e a sociedade, porque investem no perfil do profissional de Língua Portuguesa. Os resultados parciais apontam para uma melhoria na competência linguística de aspectos coesivos nas produções textuais e de incentivo à leitura e escrita.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.