O TRABALHO ESCRAVO CONTEMPORÂNEO NA AMÉRICA LATINA

Edicleia Lopes Cruz Souza, Miriam Beatriz Schneider Braun, Roselaine Navarro Barrinha

Resumo


O estudo tem por objetivo discutir o trabalho escravo contemporâneo na América Latina. Utilizando-se de dados da OIT, constatou-se que nesta Região existiam, em 2012, cerca de 1,8 milhões de pessoas em condição de escravidão contemporânea. Somente no período de 2007 a 2010, foram detectados cerca de 6 mil pessoas vítimas de tráfico de pessoas para o trabalho escravo, dos quais 27% eram crianças. Das pessoas traficadas 51% para fins de exploração sexual e 44% para o trabalho forçado. No geral, os países estudados têm consciência da existência e gravidade do problema e dispendido medidas de combate a essa prática.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.